Preço de venda: como calcular

preço de venda linko comercial cr sistemas e web

Fique por dentro de como funciona (detalhadamente) o preço de venda, preço especial e preço por quantidade. Veja como calcular e garantir o lucro esperado.

 

O qué o Preço de Venda

Por mais óbvio que possa parecer, vamos a definição oficial:

O preço de venda é o valor calculado e atribuído a um produto ou serviço que precisa cobrir, no mínimo, seu o custo total.

Quando falamos em “custo” estamos tratando do valor que foi pago diretamente ao fornecedor, acrescido as despesas que a empresa tem para vender, seu o custo fixo e impostos.

Quando a empresa encontra o valor mencionado acima, ela terá um preço de venda com lucro igual a zero. Ou seja, a empresa paga seus custos e despesas, mas não lucra nada.

No entanto, um dos principais objetivos da grande maioria das empresas é a obtenção de lucro. Gerando assim fluxo de caixa para investimento e crescimento.

Além disso, o preço de venda precisa estar adequado ao mercado onde a empresa está inserida.

Não é conveniente adequar o preço de venda a um patamar acima do que o mercado irá pagar, pois não haverá clientes para pagar por ele.

Além da concorrência, existem outros elementos que podem influenciar na definição do preço: um produto novo, hábitos dos consumidores, escassez ou algum evento especial também poderão impactar.

Para um preço de venda ser “saudável”, ele necessita de uma boa avaliação no preço de custo do produto, bem como, da aplicação adequada da técnica do markup.

Antes de prosseguir lendo sobre preço de venda é importante conhecer um pouco sobre preço de custo e markup:

  • Caso precise entender um pouco mais sobre o preço de custo, use este material: Preço de custo: como calcular para entender o cálculo do preço de custo na prática.
  • Caso precise entender um pouco mais sobre Markup e sua importância na hora de avaliar um preço de venda, use este material: Markup: como calcular

 

Preço de venda mínimo

O preço de venda mínimo é aquele onde o lucro é igual a zero.

Não se pode vender um produto abaixo deste preço, pois se você fizer isso, estará literalmente pagando para vender.

 

Margem de lucro

A margem de lucro a ser aplicada sobre um produto é bastante subjetiva.

Existem empresas que conseguem aplicar uma margem de lucro alta. E outras não conseguem trabalhar com margens maiores do que 1%, 2% ou 3%.

Mas, independente do percentual que cada empresa consegue aplicar, a margem de lucro será sempre considerada.

Vamos supor que você tenha um produto cujo custo total (o preço de venda mínimo) seja R$ 11,50.

Neste exemplo hipotético, o valor de R$ 11,50 paga todas as suas despesas. Mas não sobra nada no seu caixa.

Imagine que você quisesse vender este produto com 25% de margem de lucro.

Como fazer para obter um preço de venda que lhe entregasse essa margem?

Utilize aqui a técnica do markup e faça o cálculo conforme segue:

preço de venda margem de lucro linko comercial

Observe que se você levar em conta R$ 15,3333, e subtrair 25% deste valor, chegará em R$ 11,50 que é seu custo inicial.

Em se tratando de cálculo do preço de venda, poderíamos até parar por aqui, pois já temos o preço calculado.

No entanto, verificaremos algumas peculiaridades que são importantes no dia a dia de muitos negócios.

 

Preço de venda à vista e Preço de venda a prazo

É comum a prática de um preço único para o consumidor, independente da forma de pagamento que ele optar.

O cliente pode optar em realizar o pagamento em dinheiro, cartão de débito, cartão de crédito, boleto, crediário, entre tantas outras condições disponibilizadas pela empresa.

O caso é que algumas condições de pagamento podem gerar outras despesas.

Para exemplificar, vamos levar em consideração aqui que a empresa vende “à vista” e “cartão de crédito”.

Para vender no cartão de crédito, existe a tarifa a ser paga para a operadora do cartão. Para vender à vista, em dinheiro, não há essa despesa.

Sendo assim, é possível que se tenha um preço para vendas à vista e outro para vendas a prazo.

No nosso exemplo anterior, chegamos a um preço de R$ 15,3333 com a obtenção de 25% de margem de lucro.

Se este produto for vendido no cartão de crédito, e a operadora do cartão cobrar 3% de taxa, por exemplo, certamente o lucro não será de 25% (a menos que essa tarifa já esteja embutida no preço de custo inicial do produto).

Caso essa tarifa não tenha sido levada em consideração no preço de custo, uma possibilidade é acresce-la ao preço de venda.

E aí poderíamos ter dois preços: “Preço à vista” e “Preço a prazo”. A seguir, um exemplo de como poderia ser realizado o cálculo, neste caso:

preço venda a vista prazo linko comercial

Observe que o preço à vista continua sendo R$ 15,3333 e no preço a prazo foi acrescida a tarifa de cobrança do cartão. Isso dará a possibilidade de oferecer duas alternativas de preços para o cliente.

Fazendo a prova real, veja que R$ 15,8075 – 3% = R$ 15,3333.

 

Preços especiais por cliente

Existem alguns casos onde pode-se estipular que determinados clientes em específico, ou mesmo grupos de clientes, tenham preços especiais.

Por exemplo: pode-se dizer que um cliente consumidor final irá pagar o produto com 25% de lucro no preço de venda. Mas aqueles clientes que são mais fiéis e compram com mais frequência, terão um preço mais em conta.

Neste caso, pode-se calcular o preço de venda com uma margem de lucro reduzida e, assim, fidelizar o cliente.

Sacrificando um pouco a margem de lucro, os ganhos não serão tão altos, mas vão garantir uma satisfação daquele cliente considerado especial e gerar mais fluxo de caixa para a empresa.

 

Preços por quantidade

Outra possibilidade é aquela que os atacados normalmente fazem:

Se o cliente comprar uma unidade apenas, o preço será o padrão. Mas se o cliente comprar 2, 5, 10, 1000 unidades, o preço poderá ser diferenciado.

A empresa deve determinar quais seriam essas quantidades e calcular seus preços conforme suas possibilidades.

O que importa aqui é que se pode definir uma pequena redução nas margens de lucro, pois as despesas de entrega, embalagem, entre tantas outras não serão tão grandes quanto aquelas embutidas na venda de uma única unidade.

 

Finalizando

É importante ter um preço de venda saudável para a empresa. Em outras palavras, um preço justo.

Fatores como concorrência, escassez, novidade no mercado, eventos especiais como natal, algum evento esportivo ou evento regional, podem influenciar na alta ou na baixa dos preços.

Ficar atento a esses fatores e determinar uma margem de lucro adequada para cada produto, pode levar a empresa a manter um bom fluxo de caixa, realizar investimentos e evoluir.

 




Tags

cr sistemas e web custo fixo custo total fornecedor Linko comercial margem margem de lucro markup preço custo preço de venda preço especial preço por quantidade preço venda a prazo preço venda a vista preço venda mínimo sistema de gestão software gestão