Boleto bancário: como fazer

Boleto bancário: registrado, sem registro, baixa de título, alteração de vencimento… as dúvidas sobre o assunto são várias. Neste post selecionamos as principais informações para você fazer seus boletos com tranquilidade! 🙂

boleto registrado boleto bancário

O boleto bancário é uma das alternativas mais eficientes para realizar a cobrança de uma venda ou serviço prestado.

Até pouco tempo, era possível realizar a cobrança COM ou SEM registro. Atualmente, a única opção permitida é a COM registro.

 

Cobrança SEM registro

Neste caso, bastava emitir um boleto utilizando um sistema fornecido pelo banco e enviar/entregar para o cliente.

O banco apenas saberia dessa cobrança no momento em que o cliente realizasse o pagamento.

Este formato era prático para renegociar valores e vencimentos pois bastaria alterar o documento e entregar novamente ao cliente.

Este recurso foi desativado em janeiro de 2018.

 

Cobrança COM registro

Neste caso, o procedimento consiste em:

1) Criar um boleto bancário

Utilizando um sistema fornecido pelo banco (geralmente instalado em seu computador), uma área disponível na internet (Internet banking) ou o seu sistema de gestão.

A opção mais prática é gerar automaticamente direto de seu sistema de gestão, evitando retrabalho de digitação.

boleto bloqueto financeiro cobrança bancária nf-e cancelar nota faturamento eficiencia resultados linko comercial software gestao

2) Registrar os boletos criados

Após gerar os boletos enviar um arquivo de remessa para o banco com todos os boletos gerados.

Este arquivo é criado automaticamente pelo sistema fornecido pelo banco ou pelo seu sistema de gestão. Basta enviar ao banco. 🙂

Geralmente ele será processado durante a noite, de um dia para o outro. Alguns tipos de cobrança são possíveis processar em alguns minutos. O envio do arquivo também é feito pelo internet banking.

Para cada arquivo criado, um número sequencial é gerado. Dessa forma, você pode criar mais de um arquivo no mesmo dia, sem complicações.

É importante observar, no entanto, que existe um limite máximo de remessas que podem ser geradas no mesmo dia. Geralmente são dez remessas por dia.

O seu gerente de cobrança poderá lhe ajudar com essa informação.

3) Conferir os títulos em carteira

Após o banco processar o registro, você pode acessar o internet banking de seu banco e conferir os títulos em carteira.

Os boletos que você gerou e enviou no arquivo de remessa constarão nesta relação. 😉

 

Primeiros passos

ANTES de começar a gerar boletos registrados entre em contato com o gerente de sua conta e o informe a respeito.

O seu cadastro de cobrança no banco precisa estar exatamente igual aos boletos que você gerar.

Como o boleto bancário é gerado por você (no sistema do banco ou em seu sistema de gestão) é preciso atentar para que as instruções de cobrança sejam as mesmas que constam em seu cadastro de cobrança no banco.

As instruções de cobrança mais comuns são:

  • Taxa de juros e multa a serem cobrados em caso de atraso
  • Se deve ou não enviar o título ao cartório
  • Prazo de carência antes de enviar o título a cartório caso não seja pago

 

Alterando um boleto registrado

Caso aconteça a necessidade de alterar um boleto registrado, o procedimento recomendado é:

1) Alterar o boleto no sistema onde foi gerado

2) Caso tenha sido alterado no sistema do banco instalado em seu computador ou em seu sistema de gestão, fazer a mesma alteração no boleto (procurando pelo “nossonumero”) no internet banking.

Os casos mais comuns de alteração de boleto registrado:

  • Alteração de vencimento
  • Baixa do título (ao baixá-lo não fará mais parte da carteira de cobrança. Confirme com seu banco se ao solicitar a baixa de um título protestado, o cartório será avisado)

Observe que é possível alterar um título mesmo depois de vencido. Porém, não altere títulos vencidos que foram encaminhados a cartório.

O título não poderá ser quitado pelo pagador, caso aconteça as despesas com taxas do cartório e banco acontecerão da mesma forma.

Este material a seguir, detalha todas as informações sobre essas situações de protesto: Protesto de títulos: como funciona?

 




Tags

estratégia financeiro